Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

O carro "dos noivos"


Quando pensamos em carro "dos noivos", pensamos que, se pudéssemos, escolher teríamos um carro clássico, com pinta, a levar-nos na primeira viagem que partilharmos depois de casados.
Infelizmente não temos nenhum clássico na família e nem conhecemos ninguém com um por isso, primeiro vimos preços de carros para alugar para o dia do casamento. Até vimos preços em conta, mas pagar 100/200€ por um cerca de uma hora de utilização (se tanto!) de um carro não estava nos nossos planos. Temos muitas outras coisas nas quais nos faz muito mais sentido gastar aquele dinheiro. Essa opção ficou descartada.
Falámos ainda com um amigo meu cuja família tem um clássico, muito giro e super antigo. Mas o carro não está nas suas melhores condições e dado que teríamos de fazer ainda uma viagem considerável nele, também foi hipótese excluída.
Acabámos por decidir pedir emprestados dois carros iguais, a amigos nossos, que não eram clássicos mas que são uma versão engraçada de um determinado modelo. Seria um para o noivo e outro para a noiva, iguais mas de cores diferentes apenas. Pronto, a questão tinha ficado resolvida e estava tudo combinado desde Agosto.

Mas sabem quando alguma coisa não nos está a encaixar muito bem?! Era o que se passava connosco em relação a este assunto. Tínhamos resolvido, estava tratado e estávamos satisfeitos com isso mas não era bem aquilo que nos fazia sentido. Então, na semana passada pensei para mim: mas quantas portas tem aquele carro pelo qual nos tínhamos decidido?! Indaguei e só tem três. Não sendo um carro muito grande já comecei a não gostar da ideia. Afinal terei um vestido de noiva, terei de sair do carro em condições (haverá fotógrafos) e vou com o meu pai. Então achei que não era muito boa ideia. No mesmo momento surgiu-me a solução: o carro da minha irmã!!!

Não é um carro recente, muito pelo contrário, não é um carro particularmente bonito ou especial "à vista de todos". Mas é um carro com muito significado para nós. É um carro do meu pai, que está na família, foi o último a chegar mas é o mais velho e é usado pela benjamim da família, que é só uma das pessoas mais importantes da minha vida (a minha irmã). É um carro branco, por isso vamos decorá-lo especialmente para a ocasião. 
Mais uma decisão nossa que, quem está por fora, provavelmente acha descabida ou não compreende mas que para nós não podia ser mais acertada, por tudo o que representa e pelo significado que tem para nós dois.

9 comentários:

  1. Nunca achei grande piada a essa história do carro que leva a noiva... As pessoas alugam carros todos pipis só para isso. Para mim não faz muito sentido e tenho a certeza que não pagaria para usar um carro 1h. Mas é uma questão de gostos e prioridades. Acho que fizeste uma boa escolha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. Também achamos isso mesmo! É que só se usa durante um pouquinho. No nosso caso até é pouco o tempo que andaremos de carro e gastar 100€ (mínimo) nisso, é coisa que não nos faz sentido quando há tanto onde gastar.

      Eliminar
  2. O interessante é que as coisas tenham significado para vocês :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, e para nós faz todo o sentido que assim seja!

      Eliminar
  3. A mim parece-me uma óptima ideia, super especial :)

    ResponderEliminar
  4. Deixa lá o carro...
    Eu quando me casei fui no carro do meu irmão, e a minha mulher no carro dos meus sogros.
    Nenhum deles clássico, nem particularmente bonito, mas entre isso ou gastar uma fortuna no aluguer de um classico ou de um topo de gama gastamos o dinheiro noutras coisas que valorizámos muito mais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi isso mesmo que nos fez optar por isto: o valorizarmos mais outras coisas e acharmos um desperdício de dinheiro!

      Eliminar
  5. Eu também não gastei dinheiro em carros xpto... achei que era um desperdício e tinha de ter em conta o meu orçamento.
    Acho que a tua escolha faz muito sentido!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!