quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Obrigada.


Por tudo e por nada em especial. Por cada dia, por cada acordar, por cada dentada de comida, por cada passo, por cada paragem, por cada desafio, por cada lágrima, por cada sorriso. Obrigada por cada abraço, por cada carinho, por cada alegria, por cada dor. Obrigada pelo tecto e pelo chão que piso, pelo entendimento, pela incompreensão, pela curiosidade, pela descoberta, pela novidade e pela rotina. Obrigada!

1 comentário:

  1. Ontem deitei-me assim: a sentir-me agradecida! Por nada em especial, mas por tudo!

    ResponderEliminar

Obrigada pelas tuas palavras!

Mais um regresso e o Verão a chegar

Cá estou eu de volta passado quase um mês desde a última publicação. É o reflexo do que têm sido as minhas últimas semanas! Tive das semana...