Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

2013: o ano em revista

Para 2013 pedi força, saúde e amor. Não posso deixar de estar grata por tanta coisa importante e boa. Para 2014 peço (só) o mesmo em dobro. Conquistas e desejos realizados, ousadia e atrevimento, oportunidades e... o que quiser vir que seja bom! Que eu seja capaz.



- Consegui pôr dinheiro de parte;
- Fui ao circo pela primeira vez na vida;
- Experimentei comida nepalesa, a adorei;
- Ele fez-me uma mini serenata de aniversário;
- Fui pela primeira vez às Serenatas à Primavera;
- Passámos um fim-de-semana fora (Nazaré);
- Comemorei o São Valentim; 
- Descobrimos a nossa esplanada de eleição;
- O Patanico caiu da varanda pela segunda vez, ficou internado vários dias, teve de ser operado e andou com a pata engessada;
- Experimentei comida indiana;
- Ele teve um acidente com o carro;
- Disfarcei-me a valer, encarnei uma personagem à séria, gravei um vídeo publicado no YOUTUBE, no Carnaval, pela primeira vez;
- Viajei com amigas, de carro, fui a Espanha (tudo pela primeira vez);
- Passei a Páscoa em casa mas sem a minha mãe;
- A minha bênção das fitas aconteceu;
- Conseguimos finalmente vender o carro que estava em nome dele;
- Terceira NTO e primeira foto juntos, finalmente (tirada por um invisual, espantem-se!);
- Afastei-e (inconsciente e não intencionalmente) das minhas amigas mais próximas - o grupo afastou-se;
- Fui mandada parar, pela primeira vez, no dia da mulher e correu tudo bem;
- Arranjámos uma amiga para o Patanico (ele adoptou uma gatinha);
- Completámos um ano de namoro;
- Fomos ao concerto dos UB40
- Descobri a paixão pela culinária e experimentei muitas receitas;
- Fomos aos Santos mesmo ele tendo o pé muito inchado;
- Passei cada vez mais tempo em casa dele;
- Foi a minha última serenata como finalista;
- Comprámos bicicletas;
- Ele foi comigo a uma gala da faculdade;
- Fiz uma maratona de exames e cheguei ao fim com um para trás, um só, que me obrigou a ir a época especial para o passar, e consegui, contra todas as probabilidades;
- Licenciei-me;  
- Fomos a um casamento (tendo sido convidados para dois);
- Voltei ao zoo, 14 anos depois da primeira vez;
- Passei mais um verão (curtíssimo) a trabalhar para juntar dinheiro, promotora e empregada de mesa;
- Fiz novos (bons) amigos;
- Ele pôs o carro em seu nome;
- Pelo terceiro ano consecutivo ele foi comigo de férias, à terrinha;
- Revi uns tios emigrantes que não via há anos;
- Entrei no mestrado e paguei a propina anual, duma só vez;
- Completei dois anos de carta; 
- Comprei uma máquina de fazer pão;
- Conheci a Figueira da Foz, Mangualde, o Castelo de Leiria, Óbidos,... 
- Enchemos e decorámos a casa dele;
- Fiz uma nova afilhada muito especial;
- Voltei à natação embora só tenha ido efectivamente umas duas ou três vezes;
- Revi a D. e o namorado e foi tão bom, recebi-os em Lisboa;
- Fui a Leiria várias vezes;
- Saímos do coro da universidade;
- Pus dinheiro de parte a dois, num porquinho vermelho
- Estive internada com amigdalite (primeira vez na vida); 
- Fui ao Budha Eden Garden no Bombarral;
- Ele finalmente arranjou um trabalho (decente) na sua área e pôde sair da loja de roupa;
- Primeiro casal de amigos que serão pais;
- Nunca tive o cabelo tão comprido (como quero há anos);
- Trabalhei num restaurante típico a um ritmo alucinante; 
- Recebi o diploma da licenciatura;
- A minha avó veio visitar-me (!);
- Visitámos Viseu e a minha querida MJ; 
- Fui várias vezes ao cinema (adoro!);
- Aumentei a minha colecção de MELISSA a óptimos preços;
- Fui a Fátima duas vezes; 
- Fiz e apresentei tantos trabalhos para a faculdade;
- O meu pai esteve três vezes na capital (completamente inédito!);
- Nunca passara tanto calor nem frio em Portugal; 
- Passámos a arrastar-nos para fora da cama levantar-nos cedo;
- Ingressei um jornal académico
- Fui juiz por um dia;
- Fomos juntos à Serra da Estrela;
- Vendi brigadeiros para fora/ por encomenda;
- Pela primeira vez na vida não passei o dia de Natal com o meu pai;
- Voltei a passar o Natal com a minha mãe, um ano depois;
- Pintei o cabelo e voltei a usar franja;
- Recebi dele um anel lindíssimo, muito especial;
- Passei o ano longe da terrinha, dos meus pais e da minha irmã, mas com ele, junto à praia, com direito a fogo de artifício.



Nem tudo é mau, nem tudo é um mar de rosas. A mistura equilibrada de ambos resultaria num equilíbrio perfeito mas talvez não tivesse metade da piada de viver. O saldo é mais que positivo: foram maiores as alegrias, foram superiores ao sofrimento e angústia pesados. Dei muito de mim e recebi tanto!!!

Que seja um ano mágico!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!