Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Como é que se tem saudade de alguém com quem se vive?


Depois do casamento fomos de lua-de-mel, quando regressámos ele foi trabalhar, logo a seguir vieram as festas (natal e fim de ano) e muita correria para um lado e para o outro. Nas primeiras semanas de 2017 um problema de saúde da minha sogra fez com que tudo girasse à volta disso mesmo. Vimos todas as nossas rotinas, horários e tudo adaptado à nova circunstância de termos um familiar muito próximo hospitalizado. Além disso, tivemos em nossa casa o meu sogro, a morar connosco. Isto tudo a somar à já natural restrição de tempo do qual dispomos para nós. E esta semana o homem teve de passar a noite fora em trabalho. 
Querendo ou não, tudo isto contribuiu para que tenhamos saudades um do outro, com que o tempo para namorar ou simplesmente estar um com o outro ganhe toda uma nova importância e sim, tenho saudades do meu marido (com quem vivo). Pode parecer estranho mas na correria destas últimas semanas de fim/início de ano atribulados, não temos tido oportunidade de parar e só "estar". Se calhar estou mal habituada pois por minha vontade passaria todos os minutos com ele (embora seja obrigada a reconhecer que o afastamento deste género causa saudades e as saudades quando sejam controláveis, também fazem bem). E é disso que sinto falta - tempo com ele. Porque afinal ele é a minha parte preferida.

7 comentários:

  1. É normal. Por vezes a correria do dia-a-dia já nos limita, quando acontecem situações dessas então...

    ResponderEliminar
  2. Essa saudade é tão boa :) Faz-me sentir apaixonada! :)

    ResponderEliminar
  3. Percebo perfeitamente essa sensação. Quando estou com o meu namorado e outras pessoas, acabo sempre por sentir isso. Estar com outros, fazer coisas diferentes, sair, é muito bom, mas tira-nos aquele tempo só nosso, de ter as nossas conversas, as nossas coisas, por isso dá aquela saudade. Entendo perfeitamente!

    ResponderEliminar
  4. Oh, eu percebo o que dizes. Por questões profissionais, por vezes, o meu marido também tem de se ausentar e para mim, dois dias longe dele é o bastante para ficar perdidamente estranha. Por me conhecer bem, sempre disse que relações à distância não funcionariam comigo. Preciso do estar ao lado de, do toque, de falar cara a cara.

    ResponderEliminar
  5. Pois, é a sensação que temos qualquer do amamos alguém...
    Diz-me tu....Conheces Machico? Viveste cá?
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  6. Percebo muito bem o que dizes.
    Recentemente tenho sentido saudades do meu companheiro também, ainda que por motivos diferentes.
    Não são saudades dele porque, efetivamente ele está ao meu lado. Mas saudades de momentos. Momentos só nossos.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!